O investigado era professor de uma escola de dança e foi detido nessa quarta-feira, 2

Policiais da Delegacia de Atendimento à Criança e ao Adolescente Vítima (Deacav) cumpriram o mandado de prisão preventiva de um homem de 39 anos, suspeito dos crimes de estupro de vulnerável, estupro e assédio sexual. O detido era professor de dança na capital sergipana e, após denúncias veiculadas nas redes sociais, com informações de que 70 meninas teriam sido vítimas de algum tipo de abuso ou constrangimento, a Deacav iniciou as investigações, que resultaram na prisão feita na tarde dessa quarta-feira, 2.

De acordo com a delegada Annecley Figueiredo, após as denúncias, foi iniciado um inquérito policial. “O procedimento investigativo foi instaurado após várias denúncias veiculadas nas redes sociais, nas quais adolescentes narraram situações de abusos praticados pelo professor de dança e massagista. As investigações foram iniciadas e conseguimos identificar diversas vítimas, as quais narraram que o professor praticava os atos libidinosos nos alongamentos após as coreografias e aulas, bem como em massagens estéticas, constrangendo  as vítimas que tinham receio em denunciá-lo”, detalhou.

Até o presente momento, ainda conforme a delegada, já foram ouvidas 19 vítimas, as quais, na época dos crimes, tinham idades entre 13 e 19 anos de idade. O inquérito policial será concluído e remetido ao Poder Judiciário no prazo de 10 dias. “Mas isso não impede que as demais vítimas compareçam na delegacia para registrar o boletim de ocorrência. O preso será encaminhado a uma unidade prisional e ficará à disposição da Justiça”, pontuou Annecley Figueiredo.



Fonte: SSP/SE

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem