O Rapidão da Notícia
Conclamando os eleitores para que estes compareçam às urnas, local onde todos são iguais, e segundo ele,  a democracia plena se concretiza, o deputado de segundo mandato e candidato à reeleição, Laércio Oliveira (Progressista) concedeu entrevista ao Jornal da Xodó em Rede. Na oportunidade, Laércio fez um balanço da sua atuação parlamentar e justificou o porquê de novamente lançar-se à disputa por uma vaga no Congresso Nacional. “Fiz do meu mandato um exercício de cidadania para o  meu país e do meu estado. Fui eleito o terceiro melhor deputado do país, tenho projeto que viraram leis. Entre os quais destaco a Lei da Terceirização e o que impõe detenção aos motoristas bêbados que matam em acidentes de trânsito”, comentou.
Perguntado pelos âncoras Welder Ban e Eduardo Carvalho sobre o fato de ter votado a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e para que o atual presidente, Michel Temer (MDB), fosse investigado, o deputado lamentou o fato dos chefes da Nação estarem ligados a escândalos. “Lamento muito o que o Brasil viveu como o processo de impeachment, pois foi criada uma imagem muito ruim para o nosso país, tendo em vista que isso afasta investimentos. Votei a favor do processo porque as provas eram robustas, mas espero que não haja outro momento como aquele. Uma página triste da democracia. Não posso usar meu mandato para proteger quem comete ilicitudes contra o povo e por isso votei duas vezes para que o presidente Temer fosse investigado e por isso pessoas por mim indicadas foram exoneradas, mas não vivo de cargos e tenho muita consciência tranquila por ter feito a coisa certa”, disse.
Em sua fala, o candidato também rechaçou a ideia de que tenha  penalizado o trabalhador ao defender a Lei da Terceirização e a Reforma Trabalhista e afirmou que 70% da mão-de-obra empregada no serviço público compreende justamente os terceirizados por fatores  de ordem econômica  e de eficiência. “Eu tenho enorme orgulho de ter sido um dos construtores da Reforma Trabalhista e o construtor da Lei da Terceirização. Fui bombardeado por um marketing pautado em inverdades. Não existe nenhum afronto à CLT. Todos os pontos por nós defendidos só trouxeram benefícios. Quem é contrário às leis, sugiro que olhe o Caged e veja quantos empregos foram gerados. Me criticam e esquecem que eu tenho 5 mil funcionários, nunca ia cuspir no prato que como todos os dias. A terceirização na verdade consiste em uma permissão para que os especialistas de determinada possam trabalhar. Se não fosse a terceirização onde os trabalhadores estariam lotados?”, questionou.
Por Daniel Villas-Bôas
Da redação Xodó News

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem