Na política, tudo muda rapidamente e assim, quem antes integrava o bloco de aliados passa a ser opositor e vice-versa, em Sergipe não é diferente. Antes aliado de Belivaldo Chagas (PSD) e Jackson Barreto (MDB), o  ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita Santos, agora dividirá o palanque com o senador Eduardo Amorim (PSDB) ecom o deputado federal André Moura (PSC) . A informação foi divulgada nesta segunda-feira,16, pelo próprio Sukita.


Em entrevista ao radialista George Magalhães, o ex-prefeito alegou que a decisão foi tomada após Jackson ter lhe tirado o comando do Podemos. “Jackson tomou o partido que eu tinha na mão e entregou a Zezinho. Em compensação a oposição me ofereceu seis partidos”, afirmou.
Questionado sobre as críticas feitas em 2014 ao grupo que a partir de agora integra,  Sukita disse que na época era liderado por Jackson Barreto e precisava tomar tal atitude, mas que hoje os fatos mostram que ele estava errado. À época, Sukita acusou André e Amorim de formação de quadrilha.
Ainda durante a entrevista, reforçou seu novo posicionamento e afirmou  “vou defender agora quem ele (Jackson) me ensinou a odiar. Serei o cabo eleitoral número um do senador Eduardo Amorim. Se ele for candidato ao governo, ou ele ou André Moura, estarei com eles. Também quero deixar claro que hoje dirigimos o PTC em Sergipe”, informou o ex-prefeito Sukita.