O Rapidão da Notícia
Em entrevista concedida ao Jornal da Xodó edição Glória (88,5 FM) nesta sexta-feira,20, o deputado federal por Sergipe, Valadares Filho (PSB), confirmou sua pré-candidatura ao Governo. Ao justificar a opção, o parlamentar observou ser movido por desafios e assim aceitou lançar-se à disputa para melhor contribuir com uma transformação pulsante. “Política para mim é desafio e missão, e sei da imensa responsabilidade que carrego, tendo em vista o atual momento de Sergipe, que apresenta os piores índices da sua história quer seja na área da segurança pública ou da economia. Jamais poderia fugir dessa responsabilidade. Teoricamente poderia ter uma candidatura  mais fácil se disputasse a reeleição, mas quero contribuir com o povo”, declarou.


Questionado sobre os problemas econômicos que vêm sendo enfrentados pelo Executivo, Valadares Filho pontuou ser necessário enxugar a máquina pública. “Usam a questão da Previdência Social, no entanto, são gastos mais de 46% da folha, quando o limite prudencial estabelece o teto de gasto em 49%. É preciso acabar com a mordomia política”, afirmou.
Perguntado se vem mantendo tratativas com outras siglas para que seu projeto político,entre elas, o PRB, o pré-candidato disse que vem conversando e articulando negociações, afim de que um formular um plano de governo capaz de devolver a dignidade à população . “Eu tenho uma relação muito cordial com Heleno Silva e Jony Marcos e o PRB é um partido de grande importância para Sergipe . Estamos dispostos a dialogar, lembrando que o centro de tudo é o melhor para Sergipe”, disse.
De estilo pacificador, Valadares Filho evitou pôr ainda mais polêmica em torno do rompimento do PSB com o grupo liderado pelo senador Eduardo Amorim (PSDB) e o deputado federal André Moura (PSC), entretanto, rechaçou qualquer possibilidade de reversão do rompimento.”Onde estiver alguém ligado ao governo Temer não estaremos. Não batemos palmas para a corrupção. O Povo está cansado da política de conveniência e que não tem nenhum interesse nas políticas públicas. As nossas ideologias são bem divergentes. Isto faz parte do jogo político. Ele defende as convicções dele e eu as minhas”, observou
No âmbito nacional, o deputado analisou que a recente filiação do ex-ministro e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), fortalece a legenda e indica a preocupação social com o futuro do Brasil. “Nós tivemos no último dia de filiações um grande crescimento do PSB no Brasil, inclusive com a filiação do ex-ministro Joaquim Barbosa, que tem mostrado muita vontade de atuar nesse momento diferenciado da política. A possibilidade de candidatura dele à Presidência da República é um fato novo e uma grande alternativa”, pontuou.


Por Daniel Villas-Bôas
Da redação Xodó News

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem