O Rapidão da Notícia
Nesta quarta-feia,25, o Jornal da Xodóentrevistou o deputado estadual de primeiro mandato, Georgeo Passos (REDE), que esclareceu que a mudança de partido político foi pautada em ideais e objetivos semelhantes. “Desde o ano passado comentava junto à imprensa sergipana que iria deixar o PTC e assim recebi convites de diversas legendas, com calma analisei e tomei a decisão. Minha postura não irá mudar porque mudei de partido”, destacou.


Questionado sobre o exclusivismo ideológico aparentemente defendido por seu novo grupamento, tendo em vista o fato de sua trajetória política ter como ponto de partida a fidelidade partidária, o parlamentar rechaçou tal pensamento e assim lembrou que tudo foi feito “às claras” e de maneira equilibrada.”Nós vivemos hoje um momento delicado da política, onde a há um distanciamento da população para com a classe política. o que a Rede defende é a não aliança por aliança, não há esse exclusivismo, mas uma coerência para que seus quadros pensem em consonância com suas diretrizes. Mas caberá ao eleitor avaliar aquele que apresenta melhor proposta. A Rede foi a sigla que mais cresceu com a janela partidária, saindo de nenhuma representatividade na Assembleia e neste momento, contando com dois deputados”, afirmou.
Perguntado como atrair novamente a confiança dos eleitores ainda que estes estejam resignados com tantos casos de corrupção,  Georgeo Passos observou que o voto é o único meio de mudança e assim, clamou a partição do povo no pleito que está por vir. “O desafio dessa eleição será fazer que a população entenda a importância do voto. É natural essa abstenção, uma vez que estamos colhendo enquanto classe, o que plantamos. Se abrirmos mão dos nossos direitos estaremos abdicando do poder de mudar realidades. Não é possível que dentro de tantos nomes, não haja um que de fato queria promover mudanças”, observou.


Por Daniel Villas-Bôas
Da redação Xodó News

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem