Ao conceder entrevista nesta sexta-feira,23, ao radialista George Magalhães, do Jornal da Fan, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio de Melo, declarou que políticos condenados em segunda instância não podem concorrer a cargos eletivos. Em sua explanação, Marco Aurélio observou que “os registros precisam ser revistos pelo STF. Não podemos ter candidatos condenados”. O assunto veio à tona após o STF se posicionar de maneira favorável ao Habeas Corpus  apresentado pela defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT).
O ministro ainda informou que Lula deve ser submetido a um novo julgamento apenas no dia 4 de abril, após a semana Santa. “Vamos conduzir este caso com apego a lei das leis, que é a constituição federal”, garantiu.

Questionado se já seria possível apontar qual seria a tendência da decisão do pleno com relação ao julgamento, o ministro respondeu que um colegiado é algo complexo. “Não há como dizer se será favorável ou não. Cada um tem sua interpretação, de acordo com inúmeros fatores”, destacou.

Fonte: Portal Fan F1

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem