Ex-diretor do presídio de Tobias Barreto é preso em flagrante ao tentar entrar com 47 celulares no Copemcan

Uma investigação interna do Departamento do Sistema Prisional (Desipe) possibilitou a prisão de um servidor administrativo da Secretaria de Justiça e Defesa do Consumidor (Sejuc). Ele foi preso em flagrante no final da manhã desta segunda-feira, 6, de janeiro, suspeito de receber dinheiro para entregar 47 celulares no Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto (Copemcan).

O procedimento apenas foi possível depois de levantamentos feitos por policiais penais da Sejuc, por meio do Desipe. Segundo Agenildo Machado de Freitas Júnior, diretor do Desipe, foi feito um levantamento preliminar, com base em algumas informações levantadas pelo Desipe, que identificou a prática do crime já na parte interna da unidade prisional.

Ele foi detido e encaminhado para o Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), onde o delegado Nélio Bicalho e uma equipe de investigadores realizou o procedimento para a realização do flagrante.

De acordo com o delegado Nélio Bicalho, a abordagem ao suspeito foi conduzida pelas equipes da Sejuc, que abordaram a mochila que estava com o suspeito. O servidor foi identificado como Roberto Carlos Reis dos Santos conhecido como "Palito", ele exercia a função de assistente administrativo. “Logo depois, os policiais penais conduziram Roberto para o próprio carro. Lá, encontraram o restante dos aparelhos em uma outra mochila, totalizando 47 celulares”, explicou.

Também foi apreendido pouco mais de R$ 1.500 com o investigado e vários carregadores dos celulares. Diante do flagrante, a polícia foi acionada e o conduziu até o Cope, onde foram feitos o auto de prisão em flagrante e os demais procedimentos legais cabíveis ao caso.

Palito chegou a ser diretor do Presídio Juiz Manoel Barbosa de Souza, (Premabas) em Tobias Barreto (SE) no ano de 2014 e atualmente estava trabalhando no Copemcan.
Por: Elenilton Santos O Rapidão da Notícia com informações da Polícia Penal.

Nenhum comentário