Operação conjunta entre policia civil e militar culminou na prisão de Pai e Filha acusados por tráfico de drogas e Genro morreu em confronto em Cristinápolis

Na madrugada desta quarta-feira,9, foi deflagrada uma operação conjunta entre as polícias civil e militar, sob o comando do delegado Dr Fábio Alan e o tenente coronel Alexsandro Ribeiro comandante do 11° batalhão. A operação tinha como objetivo o combate ao tráfico de drogas e foi realizada na cidade de Cristinápolis (SE), em razão da crescente criminalidade existente no município.

Durante a operação foram presos, José Antônio Lino dos Santos, vulgo "Tonho preto", 42 anos e a filha dele, Edilene dos Santos,18 anos, acusados por tráfico de drogas. Após uma busca minuciosa na residência os policiais encontraram em cima de um guarda roupas, um tablete de maconha prensado pesando aproximadamente 300 gramas.

Dando continuidade as diligências os policiais se deslocaram até a residência do genro de Tonho preto, identificado como José Flávio dos Santos, também acusado por tráfico de drogas. Ao perceber que se tratava de uma ação policial, Flávio que estava em posse de um revólver calibre 38, reagiu efetuando disparos contra os policiais.

Houve um revide e na troca de tiros, o traficante acabou sendo atingido, encaminhado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e evoluiu para óbito. Na residência dele além da arma com cinco munições, sendo três intactas e duas deflagradas contra os policiais, foram encontrados também 10 pinos de cocaína.

O delegado informou que com a fuga de João preto, mandante da chacina que culminou na morte de três pessoas no município, o irmão dele Tonho preto, a filha e o genro Flávio, passaram a comandar o tráfico de drogas naquela região. Os dois suspeitos e todo material apreendido foram encaminhados para a delegacia regional de Tobias Barreto (SE). (Relembrem o caso)
Repórter Elenilton Santos: O Rapidão da Notícia.
Jornalismo: Rede Xodó de Comunicação.
#AquitemNotícias.
www.orapidaodanoticia.com.br
Parceiro: Informações Policiais

Nenhum comentário