Cafu é investigado por suposto repasse de dinheiro do PCC

Polícia encontrou uma suposta movimentação bancária entre a liderança da facção criminosa e o pentacampeão

Foto: Reprodução @cafu2
Foto: Reprodução @cafu2
A Polícia Civil do estado de São Paulo investiga um registro de depósito em dinheiro feitos pelo Primeiro Comando da capital (PCC) em favorecimento do ex-jogador da seleção brasileira de futebol Marcos Evangelista de Morais, o ‘Cafu’. Com Informações da Veja.
Sem citar o valor da transação, os investigadores trabalham com a suspeita de que a Facção criminosa teria ‘comprado’ um terreno que pertencia ao ex-jogador em Alphaville, na cidade de Barueri, em São Paulo.
Os repasses estavam listados em um celular apreendido com Décio Gouveia Luiz, conhecido como ‘Décio Português’. Apontado como uma das principais lideranças do PCC após a prisão de Marcola, um ‘criminoso’ considerado, pelo governo de São Paulo, o líder da organização criminosa PCC.
Segundo a Polícia, Décio é o responsável pela contabilidade da facção criminosa, incluindo a lavagem e ocultação de bens e valores. Ele foi transferido  no dia 28 de agosto para a Penitenciária de Presidente Wenceslau II, em São Paulo.

Fonte: Bahia.ba

Nenhum comentário