PM aciona o fisco estadual e a endagro ao verificar cargas suspeitas durante blitz da Operação Sergipe Mais Seguro

Na noite desse sábado (09/02), Policiais Militares do 11° Batalhão da PMSE, abordaram dois caminhoneiros com cargas oriundas da Bahia, onde, um deles conduzia mais de 15 toneladas de farelo de trigo, utilizando nota fiscal suspeita de fraude, e o outro, entrava no Estado de Sergipe com um carregamento de esterco aviário, popularmente conhecido como cama de galinha.

Sobre a primeira carga citada, o caminhoneiro relatou que os donos da carga enviaram uma nota fiscal reaproveitada de um carregamento de outro dia e que, como fretista, "só estava cumprindo ordem".

Quanto à carga com "cama de galinha", trata-se de um carregamento com suspeita de uso para ração de gado bovino, o que é uma ação criminosa. Conforme os artigos 6 e 7 da Portaria SEAGRI 044/14, A entrada desse produto no Estado de Sergipe é proibida, salvo se devidamente autorizada e documentada pela Secretaria Estadual de Agricultura e do Desenvolvimento Rural, para uso exclusivo da adubação nas plantações.

As cargas foram retidas para que os órgãos responsáveis tomem as devidas providências legais.
Fonte: 11° Batalhão da PMSE

Nenhum comentário