Comandante do 7°BPM pedirá afastamento da unidade

Tropa foi acusada de ser despreparada.

No final da tarde desta terça-feira (26), o comandante do 7º Batalhão, Tenente-Coronel Flávio Arthur, sediado em Lagarto, solidário à tropa que comanda e consternado com a situação corrida no citado município, em razão do desrespeito e da forma inconsequente demonstrada por um advogado contra os policiais militares sergipanos, chamando a todos indistintamente de “vagabundos”, pedirá seu afastamento da referida unidade militar.

“Se meus comandados são despreparados, violentos e vagabundos, está na hora de deixar meu espaço para alguém melhor. Os números de prisões que fizemos em menos de 01 ano em Lagarto e região, dificilmente serão alcançados, mas mesmo assim alguns “doutores” se insurgiram contra toda a Polícia Militar. Lamentável. Não preciso conviver com isso”, disse o Tenente-Coronel Flávio Arthur, após pedir sua saída do 7º Batalhão.

Quem deverá perder muito com esta saída, caso se concretize, é a sociedade lagartense e região, que tinha um comandante extremamente operacional, que diuturnamente trabalhava até mesmo altas horas da madrugada, finais de semana, feriados, com um único objetivo, dar uma segurança pública de qualidade à sociedade.
Como diz o ditado, “depois não vale chorar o leite derramado”.

Fonte: Blog Espaço Militar

Nenhum comentário