Bélgica vence Japão com gol no último minuto e enfrenta o Brasil

Europeus viraram após estarem perdendo por 2 a 0

Bélgica e Japão entraram em campo com o Brasil à vista. A seleção brasileira venceu o México nesta tarde e aguardava o vencedor da partida entre europeus e asiáticos.
O Japão surpreendeu os belgas e conseguiu abrir 2 a 0 no início do segundo tempo, mas os Red Devils conseguiram empatar.  Aos 49′, a Bélgica conseguiu uma virada incrível e se classificou.
JOGO
Roberto Martínez definiu o time belga com Courtois, Alderweireld, Kompany, Vertonghen e Meunier; De Bruyne, Witsel e Carrasco; Mertens, Hazard e Lukaku.
Já Akira Nishino escalou seu time com Kawashima, Sakai, Yoshida, Shoji e Nagatomo; Hasebe, Shibasaki, Haraguchi, Kagaua, Inui e Osako.
Primeiro Tempo
Bélgica entra em campo bem discreta, mesmo tendo força ofensiva superior. A seleção europeia tem uma preocupação à parte: o zagueiro Vertonghen, o meia De Bruyne e o lateral-direito Meunier, além do meio-campista Tielemans e o volante/zagueiro Dendoncker, estão pendurados e, caso levem outro amarelo, ficam de fora do jogo contra o Brasil, caso a seleção se classifique.
Sem pressão pelo lado da Bélgica, coube aos japoneses a melhor chance. Osako desviou um chute de Inui e quase Courtois levou um grangaço, já no fim da primeira etapa.
Segundo Tempo
O inacreditável aconteceu. A favorita Bélgica começou mal o segundo tempo e, aos 2′, Haraguchi abriu o placar contra os europeu. Chute cruzado da direita, sem chance para Courtois: 1 a 0.
Na sequência, logo após saída de bola, Hazard carimbou a trave de Kawashima.  Mas o inacreditável aconteceu de novo. Inui recebeu bom passe na entrada da área e arriscou de longe. Courtois não chegou: mais um gol do Japão.
Aos 25′, finalmente a Bélgica chegou ao gol. De cabeça, encobrindo o goleiro japonês, Vertonghen marcou: 2 a 1.
Aos 28′, de novo a Bélgica. Após apagão no início do segundo tempo, a seleção europeia chegou ao empate com Fellaini: 2 a 2.
Daí pra frente, mais pressão da Bélgica, que chegou com Chadli, Lukaku e Vertonghen. Aos 44′, o Japão voltou à área belga com Inui, mas Courtois faz boa defesa. Aos 47′, uma falta de longe para o Japão. Osako bateu, mas Courtois defendeu.
No fim, pior pro Japão. Um contra-ataque mortal da Bélgica e Chadli marcou: 3 a 2.
Jogaço em Rostov, um dos melhores do Mundial até aqui.

Fonte: Notícias ao Minuto

Nenhum comentário