Samuel questiona slogan de campanha de Padre Inaldo: “Agora é a vez do povo sofrer?”

Nesta quinta-feira, 21, ao conceder entrevista ao Jornal da Xodó em Rede, o advogado e pré-candidato ao cargo de deputado estadual Samuel Carvalho (PPS) lamentou o fato do atual prefeito da cidade de Nossa Senhora do Socorro (SE), não conseguir dialogar com as comunidades menos favorecidas e desta forma, não esteja promovendo o bem-estar social. “O Padre Inaldo teve chance de reverter uma situação que estava desagradando, no entanto, não fez isso. Ele esqueceu o slogan de campanha que era agora é a vez do povo. A vez do povo sofrer?”, questionou.
Sendo morador de Socorro, segundo maior colégio eleitoral do Estado, Samuel defendeu a ideia de que está na hora da cidade ter um representante na Assembleia Legislativa (Alese) e inclusive declarou que irou focar sua atuação neste centro. “Não tenho como me afastar do local onde obtive uma boa votação. Lembro que a campanha eleitoral é curta e onerosa; assim, devemos minimizar os gastos”, declarou.
Indagado como a  legenda a qual integra  irá se posicionar no tocante às candidaturas majoritária, Samuel Carvalho disse que o PPS já declarou que estará junto ao bloco liderado pelo atual senador Eduardo Amorim (PSDB) . “O nosso partido participou do ato de lançamento das pré-candidaturas de André, Heleno e André. Pessoalmente, irei seguir esse entendimento e marcharia também com José Carlos Machado, pré-candidato à Câmara Federal. O atual cenário político nacional está denotando uma necessidade de que se mescle experiência e juventude”, pontou.
Perguntado sobre a manutenção de ser prefeito do seu rincão e de que forma isto poderia interferir na sua pré-campanha, o advogado rechaçou essa ideia e analisou ser necessário viver um passo de cada vez. “Eu não sou candidato de mim mesmo. Sou candidato de um grupo e este pensamento de 2020 é algo distante. Hoje meu pensamento está voltado à nossa pré-candidatura ao cargo de deputado estadual”, disse.
Por fim, ao ser questionado se receberia apoio de Zé Franco e Padre Inaldo, seus opositores  políticos em Socorro, o socialista falou que todo voto é bem vindo. “Se eles quiserem votar em mim, receberei os votos sem problema. Só não os quero no meu palanque”.

Por Daniel Villas-Bôas
Da redação Xodó News

Nenhum comentário