BID informa rescisão e horas depois Tito aparece como atleta do Confiança

Na metade do mês de maio o Confiança conseguiu uma importante vitória na Justiça do Trabalho sobre o caso Tito. O departamento jurídico azulino recorreu da decisão que havia liberado o atacante no ano passado do contrato que tinha vigente com o clube. O recurso teve parecer favorável ao Confiança, portanto, o contrato volta a estar em vigor.
Naquele momento, o presidente Hyago França explicou que, depois de ganhar os direitos do atleta, eles comunicariam à Federação para que esta entrasse em contato com a CBF e, por fim, comunicasse aos outros envolvidos até que chegue ao atleta. Na sequência, o registro dele no BID seria alterado do Atlético-GO para o Confiança, que foi o que aconteceu na tarde desta quinta-feira.
Tito, BID (Foto: Reprodução/BID)Tito, BID (Foto: Reprodução/BID)
Tito, BID (Foto: Reprodução/BID)
Com isso, Tito terá que se reapresentar no clube proletário, já que foi publicada a rescisão com o time goiano e, horas depois, o contrato definitivo como atleta do Confiança. A diretoria azulina ainda não se posicionou em relação ao que será feito agora.
O jogador pode permanecer no clube para a sequência do Brasileiro da Série C ou pode ainda ser negociado com outro time. O GloboEsporte.com tentou contato também com o atleta e com o advogado dele, mas não obteve retorno até o momento.
A diretoria não tem nada contra Tito. Particularmente, acho que é um grande jogador. Nunca deu trabalho enquanto esteve no Confiança, apenas eu defendo o Confiança, então é minha obrigação não deixar que um atleta saia sem que o clube tenha um retorno financeiro com isso. Por isso, acionei o jurídico, que ganhou a causa. Os direitos federativos de Tito hoje são do Confiança, então se ele quiser precisa existir algum acordo financeiro conosco. Caso contrário, ele será atleta do Confiança – afirmou Hyago França na época da decisão que favoreceu o Dragão do Bairro Industrial.
Entenda o caso
Tito entrou na justiça alegando que seu FGTS não estava sendo depositado pelo Confiança e conseguiu a quebra do contrato. Com isso, se transferiu para o Atlético Goianiense, onde disputa a Série B do Campeonato Brasileiro. O Confiança não teve direito a nenhum valor pela negociação. O recurso do Confiança foi julgado procedente perante ao Tribunal Regional do Trabalho, e por maioria os desembargadores entenderam por cassar a liminar deferida e Tito permanece como jogador do Confiança.
Caso parecido a esse no futebol brasileiro aconteceu com o meia-atacante Scarpa. Ele conseguiu na justiça quebra de contrato com o Fluminense alegando que o time carioca não cumpria algumas obrigações trabalhistas. Ele se transferiu para o Palmeiras, chegou a jogar pelo novo clube, mas em seguida a justiça deferiu o recurso do Fluminense e, desde então, o atleta está sem jogar, aguardando uma solução definitiva para o caso.

Fonte: Globoesporte.com

Nenhum comentário