Pai diz que filho matou o Capitão Oliveira

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgou na manhã desta terça-feira (22), um áudio contendo o depoimento de um dos presos acusados de ter participado do assassinato do capitão Oliveira,.
No áudio, Marcone Silva Lima, 33 anos, detalha uma conversa que teve com o Zé Mané de Doidão, quando ele diz que Jackson, seu filho, teria feito “uma besteira maior do que fiz em toda minha vida”, ao se envolver na morte do oficial da Polícia Militar.
Marcone é natural de Jeremoabo, no estado da Bahia, e era empresário na região de Barreiras, onde foi preso. Ele confessou ter dado suporte a Zé Mané de Doidão e  Jackson dos Santos, 29 anos, pai e filho.
Os dois morreram em confronto com a polícia na última sexta-feira, 18 durante a operação Rubicão que foi deflagrada com o objetivo de elucidar o crime da morte do Capitão Oliveira.
Segundo a SSP, a motivação para matar o capitão Oliveira, teria sido a morte de dois outros pistoleiros em duas operações feitas pela polícia, no ano de 2017.
O assassinato – O capitão Manoel Oliveira, comandante do Pelotão da Caatinga, foi executado a tiros na noite no dia 04 de abril, dentro de um veículo em uma estrada do município de Porto da Folha.

Confira o vídeo:


Fonte: SSP/SE

Nenhum comentário