SSP pede DNA no fardamento de suspeitos de assassinar o Capitão Oliveira

Através do Complexo de Operações Especiais (Cope),  a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP-SE),  pediu que sejam realizados exames de DNA no fardamento encontrado pela polícia, que, segundo as investigações, pode ter sido usado pelos executores do crime bárbaro que vitimou o então Capitão PM Oliveira (promovido post morten) para a simulação de uma blitz, que teria atraído o militar, que comandava a Companhia da Caatinga.


As investigações estão sendo acompanhadas pela Polícia Federal.


Fonte: NE notícias

Nenhum comentário