Jackson contesta prisão de Lula, “sem prova e sem trânsito em julgado”

Na condição de ex-governador do Estado de Sergipe, venho de público manifestar primeiramente minha solidariedade ao sofrimento do ex-presidente Lula e meu inconformismo, pois, desde os bancos escolares da saudosa Faculdade de Direito, aprendemos que ninguém pode ser preso sem prova, não se traduzindo essa na simples delação de alguém que quer se beneficiar e muito menos na convicção pessoal de um juiz.


Ademais, como se não bastasse, não houve sequer o trânsito em julgado da sentença, como prevê a Constituição. No mais, que Deus ajude a desarmar os espíritos, pelo bem do Brasil, acabando com tanta intolerância e ódio.
Por Jackson Barreto de Lima, ex-governador de Sergipe

Nenhum comentário